Sobre acessibilidade

Áreas

Educação Sanitária conscientiza produtores e população sobre defesa agropecuária

Image: 

Para difundir conhecimento e instruir o produtor rural e a população em geral sobre defesa, sanidade e inspeção animal e vegetal para melhorar a qualidade de vida da população, o Programa de Educação Sanitária realizado pela Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará), sensibilizou, em 2017, mais de 55 mil pessoas. Em mais de 850 palestras e reuniões, a Adepará ofereceu informações sobre os programas de defesa sanitária animal e vegetal e o papel fundamental da população e do produtor na garantia da segurança alimentar.

Produtores de soja devem atualizar o cadastro de propriedades rurais

Image: 

Produtores de 32 municípios paraenses que cultivam soja têm até o dia 30 de janeiro para cadastrar áreas dedicadas ao cultivo da oleaginosa. A exigência é feita pela Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) e tem objetivo de garantir o monitoramento da cultura, bem como desenvolver ações preventivas visando o controle de doenças e pragas.

Órgãos planejam ações para coibir roubo de gado nos estados do Pará e Amapá

Image: 

O roubo de gado é um crime que ainda preocupa pecuaristas e autoridades dos estados do Pará e Amapá. Dados da Associação de Criadores do Amapá (Acriap) mostram que o prejuízo com o roubo e furto de gado na região chega a R$ 50 milhões contabilizados em 2015 e 2016. Diante disso, as Agências de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) e de Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá (Diagro) se uniram para elaborar estratégias, junto aos pecuaristas e órgãos públicos, de combate a esse crime.

Pará fecha 2017 com alta cobertura vacinal contra a febre aftosa

Image: 

A Agência de Defesa Agropecuária do Estado (Adepará) concluiu o relatório com o resultado da última campanha de vacinação contra febre aftosa, realizada em novembro de 2017 em todo o Estado. O Pará se manteve entre os estados brasileiros que tem maior cobertura vacinal, com a imunização de 7.907.328 bovinos e bubalinos, o que representa 98,07% do rebanho. Para permanecer como área livre de febre aftosa com vacinação, segundo meta exigida pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), o estados precisam ter um índice de no mínimo 90% de vacinação.

Ações de defesa sanitária geram avanços no setor agropecuário

Image: 

O ano de 2017 foi de crescimento para o setor agropecuário paraense. A Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) garantiu, por meio de ações de defesa sanitária, importantes títulos de áreas livres tanto no campo vegetal como no animal. Esse trabalho de defesa sanitária busca oferecer aos mercados regularidade e qualidade na produção, nas áreas da agricultura e pecuária. Esses dois segmentos influenciam diretamente na balança comercial, gerando emprego e renda.