Sobre acessibilidade

Áreas

1 - Apresentação

A Sigatoka Negra causada pelo fungo Mycosphaerella fijiensis Var. Difformis é a mais severa doença da bananeira chegando a perdas de até 100% nas variedades mais suscetíveis. Com sua introdução no Estado do Pará, as fronteiras se fecharam e os produtores ficaram sem poder comercializar sua produção para outras Unidades da Federação. Desde então, a ADEPARÁ não tem medido esforços para atender as solicitações dos produtores rurais para a implantação do Sistema de Mitigação de Risco - SMR, exigência para que o produto possa sair do Estado.

Para a implantação do SMR foi necessário cobrar novas práticas de manejo do bananal e a adoção de técnicas de pós- colheita, para atingir o nível apropriado de segurança fitossanitária exigido pela Instrução Normativa 17, de 31 de maio de 2005. Destacamos que para o trânsito de vegetais hospedeiros dessa praga com destino a outras Unidades da Federação, é necessário que a carga seja proveniente de área onde foi implantado o SMR e esteja acompanhada de PTV, baseada em CFO/CFOC.

A bactéria Ralstonia solanacearum raça 2, constitui-se em permanente ameaça aos cultivos dessa fruteira, principalmente considerando algumas de suas características como disseminação por insetos, morte rápida das plantas afetadas e ausência de variedades resistentes. As perdas podem atingir até 100% da produção e isto deixa sempre os produtores em alerta. Entretanto, com a vigilância permanente, é possível conviver com esta praga e mantê-la em baixa percentagem de incidência. Os hospedeiros são Banana e algumas espécies de Helicônias e para o trânsito destes vegetais com destino a outras Unidades da Federação sem ocorrência da praga, é necessário que a carga esteja acompanhada de PTV, baseada em CFO e ter origem em um SMR, Conforme Instrução Normativa 17 de 27 de maio de 2009.

2 - AÇÕES DESENVOLVIDAS

As ações realizadas pela ADEPARÁ, incluindo a supervisão da certificação, fiscalização do trânsito de material hospedeiro, além da emissão de Permissão de Trânsito Vegetal, no período de janeiro a dezembro de 2012, nas áreas cultivadas com banana sob o Sistema de Mitigação de Risco para Sigatoka Negra e Moko da Bananeira nos Municípios de Brejo Grande do Araguaia, São Domingos do Araguaia, Marabá, Piçarra e Altamira (Castelo de Sonhos), atendendo os procedimentos estabelecidos na Instrução Normativa Nº 17, de 31 de maio de 2005 e Instrução Normativa N° 17, de 27 de maio de 2009, da Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura.

3 - ATIVIDADES REFERENTES AO SISTEMA DE MITIGAÇÃO DE RISCO PARA SIGATOKA NEGRA EM ÁREAS CULTIVADAS COM BANANA

  • Aprimoramento dos Procedimentos do Sistema de Mitigação de Risco

  • Cadastramento de Unidades de Produção para SMR

  • Cadastramento de Casas de Embalagem para SMR

  • Fiscalização das Unidades Produtivas cadastradas no SMR

  • Elaboração de Relatório Bimensal para encaminhamento ao MAPA;

4 - Documentos para Download:

Legislação Federal

IN Nº 17 de 2009

MOKO DA BANANEIRA

IN Nº 17 de 2005

SIGATOKA NEGRA

5 - Contatos:

Tel: (091) 3210-1174 e (091) 3210-1175.