Sobre acessibilidade

Áreas

31/07/2020 - 12:15
 
A partir do dia 3 de agosto, técnicos do Programa Territórios Sustentáveis (PTS) irão à campo levar regularização fundiária, acesso a linhas de crédito e seguro rural, garantia de acesso a mercados, assistência técnica rural, dentre outros serviços voltados ao desenvolvimento social e ambiental, aos produtores interessados. Na segunda-feira (27), uma reunião operacional com representantes de todos os órgãos do Estado envolvidos nesta força-tarefa definiu funções e métodos de atuação de um trabalho que deverá ser contínuo.
 
Os inscritos são os pioneiros no caminho para melhoria de produção e mudança na chave econômica do Pará. Regularizar a situação ambiental e fundiária das propriedades é um dos principais objetivos do programa. Os municípios de São Félix do Xingu, Tucumã, Ourilândia do Norte e Água Azul do Norte, área denominada TS PA-279, têm 674 vagas para adesão ao PTS. Os selecionados receberão apoio do governo do Estado por meio de serviços voltados ao núcleo familiar dos imóveis selecionados.
 

 

 

Mais e melhor - A celeridade e a eficiência em garantir as necessidades de quem produz no meio rural deverão 

ser os grandes ganhos dessa integração. "Anteriormente, cada instituição fazia o seu cadastro de forma independente. Nós fazíamos das propriedades rurais e dos 

animais. Com o PTS, todas as frentes vão à campo, montamos um checklist comum para todas as instituições, e faremos tanto os cadastros de novas propriedades 

como a atualização dos que já são cadastrados. O processo é muito mais rápido. Unindo forças, tem abrangência muito maior", avalia Jamir Macedo, diretor-geral da 

Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará).

 

 

 

Com informações da Agência Pará de Notícias

Fotos de Ricardo Amanajás/Ag. Pará

 

Leia a notícia completa em: https://agenciapara.com.br/noticia/21089